Compartilhe

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

CAXIAS VAI SEDIAR EVENTO NACIONAL PARA DEBATER CAPITALISMO E EDUCAÇÃO

“A Crise Estrutural do Capitalismo e seus Impactos na Educação Pública Brasileira” é o tema a ser debatido na XII Jornada do Grupo de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação no Brasil”- HISTEDBR e no X Seminário de Dezembro do HISTEDBR-MA a serem realizados nos dias 2, 3 e 4 de dezembro de 2014, no Centro de Estudos Superiores de Caxias, da Universidade Estadual do Maranhão.

A abertura oficial acontecerá às 9h30 e será marcada pela Conferência Magna, proferida pelo educador Demerval Saviani. Os eventos abordarão assuntos de relevância para o processo de ensino e pesquisa na área da História da Educação e para o debate das políticas educacionais.

De acordo com a organização, a temática em pauta contempla conteúdos de caráter filosófico, histórico, pedagógico e político, como resultado de uma elaboração coletiva, que vem sendo realizada desde a década de 1980, pela rede nacional de pesquisadores do HISTEDBR, coordenada pelos professores Dermeval Saviani e José Claudinei Lombardi, da Unicamp/ Faculdade de Educação – Departamento de Filosofia e História da Educação.

Segundo a professora do IFMA – Campus Centro Histórico - Lícia da Hora, pesquisadora do GT-MA HISTEDBR/Projetos Integrados, a XII Jornada agrega na sua programação pesquisadores de destaque no campo da educação profissional, referência para debates importantes no âmbito da organização do trabalho pedagógico nos Institutos Federais.

Considerando o desenho pós-eleitoral para a educação profissional pública com a proposta de expansão do PRONATEC, principal programa para área da educação defendido pelo governo Dilma, o evento nacional da Jornada do HISTEDBR não deixará escapar este relevante debate, apontando as perdas do avanço do PRONATEC para educação pública e para qualidade da educação nacional. Eis um dos impactos do capitalismo sobre a educação pública. O PRONATEC veio para fortalecer o Sistema S, principal símbolo da agência de qualificação técnica das industriais nacionais.

HISTEDBR

Em âmbito nacional, o HISTEDBR, ao longo de mais de 30 anos, fomentou a pesquisa e a formação de educadores, tendo sido responsável pela ampliação da produção historiográfica na área da história da educação, com a publicação de obras fundamentais para a consolidação dessa área, a partir de uma perspectiva histórica de longo alcance, abrangendo desde os primórdios da educação jesuítica até a década atual do século XXI.

Tem um de seus grupos de trabalho vinculado à Universidade Federal do Maranhão, HISTEDBR-MA, sob a coordenação colegiada da Profa. Dra Denise Bessa Leda (UFMA), Profa. Msc. Izaura Silva (IFMA), Jean Marie Van Damme (ASP), Profa. Dra. Maria de Fatima Felix Rosar (UFMA), Profa. Dra. Maria Regina Martins Cabral (Instituto Formação) e Profa. Msc. Miriam Santos de Sousa (UFMA/CEPP).

O HISTEDBR-MA, responsável pela realização de evento anual, realizado no Maranhão, ao longo de nove anos, juntamente com o CEPP e o Instituto Formação, tem contribuído com a construção da história de participação da sociedade civil nos rumos da educação nacional, desde o final dos anos 1980, quando se organizou o primeiro Fórum em Defesa da Educação Pública no Maranhão. A partir de 2014 o grupo de pesquisa HISTEDBR passou a ter um Grupo de Trabalho no IFMA, coordenado pela Prof. Lícia da Hora e Alberico Nascimento.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

A ESCOLHA IDEOLÓGICA DE FLÁVIO DINO

Tatiana e Dica (in memorian), guerreiras reconhecidas no governo Flávio Dino
A formação do secretariado a partir de uma ampla coligação é feita pela composição de vários critérios.

Há os cargos de loteamento dos partidos, as vagas cota pessoal do gestor, as escolhas técnicas e os nomes da mais absoluta confiança do chefe do executivo, colocados em áreas estratégicas da administração.

Assim, o governador eleito Flávio Dino (PCdoB) vai formando sua equipe.

Entre os nomes do primeiro escalão, um é carregado de simbologias especiais, merecedoras de registro e aplausos.

Trata-se da engenheira de Pesca Tatiana Ferreira Pereira para a Secretaria da Juventude.

Militante do pólo Coroadinho, nascida e criada no meio popular, Tatiana enfrentou todas as dificuldades da vida, estudou, formou-se, fez pós-graduação e agora é Secretária de Estado.

Tatiana é filha de Raimunda Ferreira Pereira, carinhosamente tratada por “Dica” nos movimentos sociais. Tomada precocemente por uma doença que a vitimou, Dica era a verdadeira guerreira maranhense.

Sempre dedicada às lutas pela melhoria da qualidade de vida nas comunidades onde atuava, Dica foi uma das principais militantes da Associação Brasileira de Rádios Comunitárias (Abraço) no Maranhão e figura de destaque na gloriosa rádio comunitária Conquista, do bairro Coroadinho.

Mãe e filha militaram juntas na rádio e em tantas lutas em defesa dos direitos da população pobre do Maranhão.

A escolha de Tatiana é a síntese de uma opção ideológica do governador Flávio Dino para um segmento fundamental no Maranhão – a juventude.

No secretariado heterogêneo, feito até por pressões do deputado federal Weverton Rocha (PDT), a indicação de Tatiana Pereira nos enche de orgulho.

Ela representa todos(as) os(as) maranhenses batalhadores, gente sem sobrenome de luxo nem parentes importantes, com poucas perspectivas de mobilidade social nos últimos 50 anos do mando oligárquico.

Tatiana carrega o legado da guerreira Dica. É uma honraria.

VEJA O PERFIL COMPLETO DE TATIANA FERREIRA PEREIRA

Tatiana Pereira é formada em Engenharia de Pesca (Uema) e tem pós-graduação em Engenharia Sanitária e Controle Ambiental. É mestranda em Sustentabilidade de Ecossistema pela UFMA. 

Impulsionada pela mãe, Raimunda Ferreira Pereira – defensora das causas sociais da área do Coroadinho, milita há 15 anos em movimentos sociais. Tatiana participou do grupo de base da Juventude Unida em Cristo da Comunidade do Bom Jesus (JUCBJ), auxiliou na criação da Rede Jovens do Nordeste e foi coordenadora do Núcleo Maranhão. 

Integrou a Associação de Difusão Comunitária e Popular, tendo participado da discussão da fundação da Rádio Comunitária Conquista – hoje faz parte da direção do veículo. Foi presidente do Diretório acadêmico do Curso Engenharia de Pesca. Ela fez parte da criação do Fórum Municipal da Juventude de São Luís e do Fórum Estadual de Juventude do Maranhão. 

Militante da União da Juventude Socialista (UJS). Atualmente, integra a Rede de Educadores Populares do Nordeste, é suplente do Conselho Estadual da Mulher. É militante também de movimentos de bairros, na luta por políticas públicas de educação, saúde e segurança no Pólo Coroadinho, da União Brasileira de Mulheres (UBM) e filiada ao PCdoB. 

HOJE, 19H: FLÁVIO DINO PARTICIPA DO OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

Nesta terça-feira (25), o Observatório da Imprensa – TV Brasil receberá o governador eleito do Maranhão, Flávio Dino. Com os jornalistas Augusto Dines e Ancelmo Gois, o programa vai ao ar às 20h (19h no Maranhão).

A entrevista deve abordar as circunstâncias que levaram Flávio Dino à vitória no dia último dia 5 de outubro, quando derrotou o candidato escolhido pelo grupo Sarney, e analisar o cenário político, social e econômico do estado dominado por uma dinastia proprietária de jornais e de redes de telecomunicações.

Flávio Dino foi eleito governador do Maranhão em 1º turno com 63,52% dos votos válidos. Ele é advogado e professor da UFMA. Foi juiz federal, presidiu a Associação Nacional de Juízes Federais (Ajufe) e foi secretário-­geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Aos 38 anos, renunciou a carreira de juiz para se dedicar à política. Em 2006, foi eleito deputado federal pelo PCdoB, sendo o primeiro parlamentar a ser escolhido quatro anos seguidos para a lista de mais influentes do Congresso em Foco. De 2011 até o início de 2014, assumiu a presidência da Embratur, órgão responsável pela promoção turística do Brasil no exterior.

Coligação Todos pelo Maranhão - Flávio Dino 65

ELIZIANE GAMA E A SÍNDROME DE MARINA SILVA

Eliziane na tribuna contra João Castelo, mas ficou neutra na disputa eleitoral
A eleição presidencial de 2014 serviu para enterrar a chance de Marina Silva ser presidenta da República. Sem parentes importantes, vinda do interior, sofrida na vida do seringal Bagaço, no Acre, Marina venceu na vida e na política fazendo uma carreira brilhante.

Foi vitimada pelas armações dos adversários e pelos seus próprios erros. O mais grave, depois de mudar de opinião várias vezes, foi o apoio a Aécio Neves (PSDB).

Naquele momento, ela saiu do protagonismo para cumprir um papel de coadjuvante na novela política brasileira.

Seu projeto de partido, a Rede Sustentabilidade, não saiu do papel. E já rachou.

Mutatis mutandis, o Maranhão tem uma réplica de Marina Silva. É a deputada federal eleita Eliziane Gama (PPS).

Sem parentes importantes – uma regra para o sucesso na política no Maranhão – Eliziane Gama elegeu-se deputada estadual em 2010 e destacou-se em meio à miséria política da Assembleia Legislativa.

Para o cenário de 2014, Gama fez um acordo com Flávio Dino (PCdoB). Ela abriu mão de disputar o governo em troca de um mandato de deputada federal.

Esse acordo foi fundamental para consolidar a vitória comunista no primeiro turno. É sabido que, se Eliziane entrasse na disputa, haveria uma divisão no eleitorado oposicionista e a chance de segundo turno era real – tudo que a oligarquia Sarney desejava.

A desistência de Eliziane foi um sucesso. Rendeu-lhe o mandato de deputada federal com as urnas bombadas em mais de 100 mil votos, colocando-a em primeiro lugar.

Ato contínuo à eleição, a campeã de votos declarou que seria candidata à Prefeitura de São Luis em 2016 “com ou sem o apoio de Flávio Dino.”

Neutralidades

Ocorre que, tal qual Marina Silva, a deputada Eliziane Gama ainda não tem um partido sob seu controle.

Ela deseja uma coisa, mas o PPS faz outra e pode até inviabilizar sua candidatura a prefeita em 2016.

Sem o domínio sobre um partido, no qual ela possa tomar decisões e encaminhá-las, o projeto da Prefeitura é sempre uma dúvida.

Esse foi um problema de Marina. Sem a Rede registrada, buscou abrigo no PSB e virou coadjuvante.

Eliziane e Marina igualam-se também na posição de “neutralidade”. Eliziane ficou em cima do muro em 2012, quando fez uma ótima campanha para prefeita de São Luis, mas não se posicionou no segundo turno entre João Castelo (PSDB) e Edivaldo Holanda Junior (PTC).

Marina, à época no PV, ficou “neutra” em 2010, no segundo turno da disputa presidencial entre Dilma Roussef (PT) e José Serra (PSDB).

Essas neutralidades acabam descredibilizando o político diante do eleitor, que sempre está com gosto de sangue na boca.

Marina ficou marcada em 2014 pelas sucessivas mudanças de opinião ao longo da campanha. Até tuitada do pastor Silas Malafaia a fez mudar o programa de governo.

Ambas são evangélicas. Eliziane Gama também vai enfrentar debates sobre homofobia, casamento gay, tolerância religiosa etc quando disputar cargos majoritários.

Contrariedades

No cenário de 2016, o governador eleito Flávio Dino faz todos os movimentos para reeleger o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PTC).

Diante dessa firmeza do governador, Eliziane Gama vai negar sua afirmação, de que será candidata “com ou sem o apoio de Flávio Dino”?

Ela manterá sua palavra ou mudará de opinião?

Até 2016 ela terá condições de controlar um partido para viabilizar sua candidatura?

Se responder a estas perguntas até dezembro de 2015, Eliziane Gama estará na disputa. Caso contrário, vai seguir no mandato de deputada federal e tentar a reeleição em 2018.

De qualquer forma, ela terá de tomar uma decisão. Será protagonista ou coadjuvante.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

DEPUTADO FEDERAL ELEITO, ZÉ REINALDO VAI ASSUMIR A SECRETARIA DE MINAS E ENERGIA

Luana Alves (PSB), esposa do prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), vai assumir o mandato na Câmara dos Deputados.

O governador eleito Flávio Dino anunciou nesta segunda-feira (24) os nomes de mais três auxiliares para compor a sua equipe de governo. O 42º comunicado, divulgado através das redes sociais, oficializou os nomes de Delma Andrade para a Secretaria de Turismo, Tatiana Pereira para o comando da pasta da Juventude e José Reinaldo Tavares para a Secretaria de Minas e Energia.

Sob o comando de Delma Andrade, a pasta de Turismo terá a responsabilidade no cumprimento de metas estabelecidas através do Programa de Governo de Flávio Dino. Entre elas, a de investir na estruturação e na promoção de todos os polos de turismo interno e internacional atualmente explorados no Maranhão. Os investimentos serão voltados aos seguintes segmentos: sol e praia; ecoturismo e turismo de aventura; cultura; negócios e eventos. 

A Secretaria de Juventude terá atenção especial na administração estadual a partir de 1º de janeiro. Tatiana Pereira assumirá a pasta com o desafio de implementar o Plano Estadual de Juventude, trabalhar de forma integrada junto aos demais órgãos da administração direta e indireta no fomento a políticas públicas de juventude e, também, incentivar a atuação do Conselho Estadual de Juventude. 

Além disso, com o alto índice de homicídio de jovens no Estado, atuará na implantação de políticas públicas para melhoria dos índices sociais, com estímulo a geração de emprego e renda. 

Sob o comando de José Reinaldo Tavares, a Secretaria vai atuar em parceria com os demais órgãos do Estado na articulação e acompanhamento de políticas públicas na área de minas e energia. Entre os objetivos da Secretaria está promover o desenvolvimento econômico do Estado com foco na geração de emprego e renda e, consequente, melhoria de vida da população maranhense. 

Como diretriz do novo governo, fazer do gás natural um grande indutor do desenvolvimento do Maranhão, atraindo empresas, emprego e renda em busca de energia mais barata. Além disso, cuidar do aproveitamento do grande potencial que tem o estado na produção de energia renovável - eólica e solar. 

Conheça o perfil dos novos indicados:

TATIANA DE JESUS FERREIRA PEREIRA - Secretaria de Juventude

Tatiana Pereira é formada em Engenharia de Pesca (Uema) e tem pós-graduação em Engenharia Sanitária e Controle Ambiental. É mestranda em Sustentabilidade de Ecossistema pela UFMA. Impulsionada pela mãe, Raimunda Ferreira Pereira – defensora das causas sociais da área do Coroadinho, milita há 15 anos em movimentos sociais. Tatiana participou do grupo de base da Juventude Unida em Cristo da Comunidade do Bom Jesus (JUCBJ), auxiliou na criação da Rede Jovens do Nordeste e foi coordenadora do Núcleo Maranhão. Integrou a Associação de Difusão Comunitária e Popular, tendo participado da discussão da fundação da Rádio Comunitária Conquista – hoje faz parte da direção do veículo. Foi presidente do Diretório acadêmico do Curso Engenharia de Pesca. Ela fez parte da criação do Fórum Municipal da Juventude de São Luís e do Fórum Estadual de Juventude do Maranhão. Militante da União da Juventude Socialista (UJS). Atualmente, integra a Rede de Educadores Populares do Nordeste, é suplente do Conselho Estadual da Mulher. É militante também de movimentos de bairros, na luta por políticas públicas de educação, saúde e segurança no Pólo Coroadinho, da União Brasileira de Mulheres (UBM) e filiada ao PCdoB. 

DELMA SANTOS DE ANDRADE – Secretaria de Turismo

Delma Andrade é graduada em Turismo (UPIS), especialista em Gestão e Marketing do Turismo (UNB) e mestre em Antropologia Social (UNB). Há 20 anos atua no planejamento e gestão pública e privada do turismo brasileiro em nível nacional e internacional. Foi professora do curso de Turismo em renomadas instituições de ensino superior. É coordenadora-geral de Estruturação e Acompanhamento de Produtos do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). Atualmente, está como diretora substituta de Produtos e Destinos da Embratur. Na carreira profissional, atuou também como consultora em Planejamento e Gestão Pública do Turismo no Instituto Marca Brasil (IMB), foi coordenadora técnica em Projetos de Cooperação Técnica Internacional da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e Embratur. 

JOSÉ REINALDO TAVARES – Secretaria de Minas e Energia

José Reinaldo é engenheiro civil pela Universidade Federal do Ceará. Ainda estudante, atuou na Companhia Energética e no Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem do Ceará. Na carreira profissional, exerceu importantes cargos, entre eles, o de auxiliar de Ensino de Materiais de Construção da Escola de Engenharia (UFC), diretor de Máquinas da Oficina Central e Diretor da Divisão de Conservação de Estradas do DAER, diretor-geral do DER-MA, secretário de Viação e Obras e de Planejamento do Maranhão. Foi também ministro dos Transportes, deputado federal, vice-governador e governador do Maranhão. Na eleição de outubro, foi eleito deputado federal pelo Maranhão. 

Coligação Todos pelo Maranhão - Flávio Dino 65

FLÁVIO DINO ANUNCIA NOMES PARA A CENTRAL DE LICITAÇÃO, ASSESSORIA ESPECIAL E JUCEMA

Mais indicados para a equipe de governo de Flávio Dino foram conhecidos nesta segunda-feira (24). Através das redes sociais, ele anunciou novos nomes que vão compor administração estadual a partir de 1º de janeiro. O advogado Paulo Guilherme Araújo assumirá a Comissão Central de Licitação, o empresário Sérgio Sombra será o presidente da Junta Comercial do Estado do Maranhão (Jucema) e Karla Trindade será chefe da Assessoria Especial do governador.

Para a Jucema, a próxima gestão estadual pretende modernizar e aprimorar o trabalho do órgão, como forma de contribuir com o novo momento que o Maranhão vai viver. Entre os desafios do presidente, dar mais velocidade e reduzir a burocracia na abertura de empresas, agilizar a integração de diversos órgãos de registros, entre os quais as Receita Estadual, a Federal e as Prefeituras. O objetivo dessas ações é fazer com que o prazo de registro seja mais curto, sem abrir mão da segurança.

Sob o comando de Paulo Guilherme, a CCL atuará, em parceria com os demais gestores públicos indicados pelo governador eleito, nos processos licitatórios de contratação de serviços e aquisição de produtos para os órgãos da administração estadual com objetivo de combater o desperdício de dinheiro público. No novo governo, a CCL, dentro do que permite a legislação, também deve trabalhar no incentivo a participação de empresas maranhenses nos processos de contratação, como forma de fomentar o desenvolvimento local com geração de emprego e renda. A CCL atuará em parceria com a Secretaria de Transparência e Controle e com celeridade sem prejuízo a segurança jurídica.

Conheça o perfil dos novos indicados:

PAULO GUILHERME DE ARAÚJO – Comissão Central de Licitação

Paulo Guilherme é advogado, pós-graduando em Gestão Pública: Políticas e Gestão Governamental pela Escola Paulista de Direito (EPD). Atuou como Chefe de Gabinete da Embratur e presidente substituto do órgão. Foi também Chefe de Gabinete da Secretaria Executiva do Ministério do Esporte, secretário Executivo Substituto do Ministério e assessor do Ministro do Esporte. Na Prefeitura de Nova Iguaçu (RJ), desempenhou as funções de secretário Adjunto de Esporte, secretário Adjunto de Assistência Social e Gestor do Fundo Municipal de Assistência Social e foi membro da Coordenação do Programa Bairro Escola. Fez parte da coordenação financeira da campanha que elegeu Flávio Dino governador em outubro de 2014.

SÉRGIO SOMBRA – Junta Comercial do Estado do Maranhão

Sérgio Sombra é empresário e possui graduação em Economia (UFMA). Especialista em Gestão de Empresas (ESPM) e Marketing de Varejo (FGV), ele é conselheiro do OGMO-ITAQUI 2014-2017 e diretor da Associação Comercial do Maranhão (ACM-MA).

KARLA TRINDADE – Chefe da Assessoria Especial do governador

Karla Trindade auxiliará o governador eleito no acompanhamento das metas estabelecidas pela gestão. Já ocupou o cargo de vereadora de Aracaju (SE), período que foi presidente da Comissão de Finanças da Câmara. Atuou também como secretária de Governo da Prefeitura de Aracaju. Foi militante da União da Juventude Socialista (UJS), da qual foi membro da direção nacional. É da direção estadual e municipal do PCdoB. Foi coordenadora da campanha que elegeu Flávio Dino governador do Maranhão em primeiro turno. 

PCdoB São Luís
Assessoria de Imprensa

A TUCANIZAÇÃO DO PT: KATIA ABREU E O BRADESCO NO MINISTÉRIO DE DILMA

No texto “Governo mais liberal e menos corrupto”, avisamos sobre a guinada à direita do segundo mandato da presidente Dilma Roussef (PT).

Para quem vive se matando na Internet, em guerra de ódio sobre o suposto conflito entre o PT e o PSDB, pode parar a briga.

O PT está em processo de tucanização para conquistar o eleitorado conservador de Aécio Neves (PSDB). Esse é o jogo de 2018.

A princesa do agronegócio, Katia Abreu (PMDB), já está confirmada no Ministério da Agricultura.

Abreu está no PMDB, mas suas ideias são liberais. É a maior representante da bancada ruralista no Congresso Nacional.

O comando da economia deve ficar com o também tucano Joaquim Levy, um dos todo-poderosos do Bradesco. Não poderia haver escolha mais banqueira.

A Globo News adorou e é só elogios ao governo que continua. Diogo Mainardi deve fazer declarações de amor ao petismo neoliberal.

Levy teve o aval do presidente do Bradesco, Luiz Trabuco, que não aceitou o convite de Dilma para pilotar o PIB brasileiro.

Ex-homem forte da equipe do ex-ministro Antonio Palocci, Levy recebeu carta branca da presidente Dilma para cortar gastos, fazer ajustes e enxugar a máquina pública.

Katia Abreu & Joaquim Levy tiveram aval do presidente Lula, o papa de Dilma.

Entenda AQUI a estratégia do PT para disputar e ganhar a eleição de 2018, elegendo o sucessor de Dilma.