Compartilhe

quarta-feira, 16 de março de 2011

MANOEL RIBEIRO: GOVERNO NÃO ACEITA "IMPOSIÇÃO" DE GREVISTAS

O deputado estadual Manoel Ribeiro (PTB) disse em tom ríspido esta manhã, durante entrevista à rádio São Luís AM, que o governo não aceitará "imposição" dos movimentos grevistas no Maranhão.

Além da greve dos professores, já em curso, os policiais civis fizeram ontem uma paralisação de 24h e ameaçam deflagrar greve. As duas categorias reivindicam melhorias salariais e nas condições de trabalho.

Segundo o parlamentar, "a governadora (Roseana Sarney) é uma pessoa humilde", mas o executivo não agirá sobre pressão. Ribeiro é o líder do governo na Assembléia Legislativa. As declarações do deputado são um aviso do tratamento rigoroso que o governo vai dar aos trabalhadores.

Manoel Ribeiro foi incisivo, qualificando as greves como "imposição". O parlamentar pediu ainda "paciência" aos professores e aos policiais, alegando que o governo está enfrentando muitas dificuldades, a exemplo das enchentes.

Sem citar números, o deputado finalizou a entrevista afirmando que o governo Roseana paga "os melhores salários aos professores da rede estadual", chegando a comparar a situação salarial maranhense com a de São Paulo.

3 comentários:

Francisco José Araujo disse...

Esse deputadodo já é conhecido pelo seu ÓDIO aos professores. Quando era presidente da Assembleia nos tratou da pior maneira possível.
O professor do maranhão não tem o maior piso, ele é o maior piso, pois vive sendo pisado por esse grupo que em 50 anos de dominíno fez a PIOR política educacional em toda a história do BRASIL. Quantas escolas foram feitas nesses 50? Compara com São Paulo, Minas,Piauí, Pará etc? Absurdo é o salário desses deputados e da governadora. Mais absurda e insana é a aposentadoria deles!

Carlos Hermes disse...

Companheiro Ed Wilson, não se espera diólogo fácil com um povo desse, terá que ser forçado mesmo, hoje o discurso deles é esse, vamos ver até onde aguentarão.

Marciane Pereira disse...

Gostaria de esclarecer a este senhor que assina com o nome de Francisco José Araújo o seguinte:
O Estado não construiu tantas escolas nos últimos anos por uma razão bem óbvia. O Ensino Fundamental passou a ser de responsabilidade dos municípios e todas as escolas do Estado que eram de ensino fundamental estão paulatinamente migrando para o Ensino Médio. Quem está tendo que construir muitas escolas mesmo é o município, para poder arcar com sua responsabilidade de gerir o ensino fundamental até o 9º ano. Coisa que não acontece em Caxias por exemplo, onde o prefeito Humberto Coutinho que tanto falava mal de oligarquia e hoje é o maior oligarca do interior do Maranhão vive alugando casas de seus apaniguados para colocar em funcionamento anexos das escolas que funcionam de maneira precária pela não utilização correta do dinheiro do FUNDEB.
Essa estória de ssacrificar a família Sarney para explicar os problemas do Maranhão é um discurso da pseudo oposição maranhense que não tem nada de novo para oferecer em termos de alternativa administrativa para o estado. Um grande exemplo foi o fiasco do dois anos em que Jakson Lago ficou no governo. Posso falar isso porque votei nele e a primeira coisa que ele fez foi criar a lei do Subsídio que ficou conhecida como lei do Cão, que tirou de imediato parte do salário dos funcionários públicos do estado como eu.
Então meu caro, repense essa sua conclusão sobre construção de escolas no Marnhão por parte do Governo do Estado. E cuidado com a propagação involuntária do discurso desse povo que só quer o poder pelo poder como o Flávio Dino e companhia.