Compartilhe

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

PETISTAS E TUCANOS, UNI-VOS!

A crise política instalada no Brasil não será resolvida com o impeachment de Dilma Roussef, nem mesmo com a eleição de um presidente tucano em 2018.

Em qualquer cenário, o PMDB vai continuar parasitando o governo, seja ele tucano ou petista.

Nesse contexto, a solução imediata é a formação de uma aliança entre o PT e o PSDB para isolar o PMDB.

Trata-se de uma aliança temporária e conservadora, reunindo os dois maiores partidos em uma convergência de centro-direita para enfrentar a extrema direita liderada pelo PMDB.

A aliança temporária e conservadora entre PT e PSDB é uma saída possível, urgente e necessária para evitar o pior.

E o pior de todos os cenários é a ascensão do PMDB à Presidência da República, liderada pelos quatro cavaleiros do apocalipse: Michel Temer, Renan Calheiros, Eduardo Cunha e o professor de todos eles - José Sarney.

O PT e o PSDB têm muitas afinidades. 

Dilma escolheu e mantém do ministro Joaquim Levy no Ministério da Fazenda e vem adotando um pacote de medidas esperadas em qualquer governo tucano.

O caminho está aberto para o diálogo e a construção de uma aliança entre petistas e tucanos.

Seria uma nova Independência, conservadora e de centro-direita, mas necessária nesse momento de grandes turbulências.

2 comentários:

Henrique Bóis disse...

Então o PT era aliado da extrema direita até ontem ou ainda é.

Ed Wilson Ferreira Araújo disse...

O PT veio migrando para o centro desde 2002. Agora está misturado com os tucanos e o PMDB.