Compartilhe

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

GUERRA NA POLÍCIA DO MARANHÃO: PM E CIVIL EM ALTA TENSÃO

As escutas telefônicas autorizadas pela Justiça monitoraram todos os passos da ação que incendiou quatro ônibus em São Luís, na última sexta-feira (3), resultando na morte de uma garota de cinco anos.

Ou seja: a Secretaria de Segurança sabia dos ataques e nada fez para evitá-los. Foi omissa. É o que dizem os promotores em nota da Associação do Ministério Público (Ampem).

O Serviço de Inteligência tinha conhecimento prévio dos ataques, mas em razão da falta de sintonia entre as polícias Militar e Civil não foi possível sequer montar uma operação para conter os incêndios.

Esse foi um dos principais assuntos tratados na reunião entre a governadora Roseana Sarney (PMDB) e a cúpula da Segurança Pública.

ALUISIO INTOCÁVEL

A reunião criticou também a falta de comando do secretário Aluisio Mendes, cuja permanência no cargo é insustentável.

Repudiado pelas duas corporações policiais, Militar e Civil, o secretário, homem de confiança do senador José Sarney (PMDB), segue intocável.

Porém, o ponto mais tenso da reunião foi o clima de hostilidade entre os aparelhos policiais.

PAVIO CURTO

O estopim da crise entre militares e civis já estava em curso, mas agravou-se com a prisão em flagrante do sargento PM Leite, efetuada pelo delegado Danilo Veras, da 16ª DP, na Vila Embratel.

Leite foi preso em uma situação inusitada, quando conduziu à delegacia dois adolescentes por suspeita de furto em um comércio do bairro.

O delegado, em vez de tomar providências sobre os adolescentes conduzidos, acabou prendendo o militar por porte ilegal de arma de fogo.

A prisão do sargento Leite revoltou a PM, que cogitou até enviar o Batalhão de Choque para resgatar o militar à força na delegacia da Vila Embratel.

FOGO CONTRA FOGO

O clima entre as duas corporações é de guerra. Policiais civis estão sendo parados nas barreiras montadas pela PM e submetidos a revistas criteriosas, obrigados a apresentar as armas de fogo com o respectivo registro.

Nem a governadora Roseana Sarney (PMDB) nem o secretário de Segurança Aluisio Mendes têm controle sobre as corporações.

O novo comandante da PM, coronel Zanoni Porto, já assumiu o cargo sob a condição de não ser obrigado a aceitar determinações do secretário de Segurança Aluisio Mendes.

POLÍCIA SUCATEADA

Sem estrutura para combater o crime, com deficiência de recursos humanos e armamentos, a delegada geral Cristina Menezes está perdida, pois não tem a quem comandar.

A Polícia Civil do Maranhão resume-se atualmente à SEIC (Superintendência Estadual de Investigações Criminais), que possui menos de 100 homens entre delegados, investigadores e escrivães, com circunscrição no estado inteiro.

O restante da Polícia Civil é formado por idosos, diabéticos, hipertensos e corruptos.

A Secretaria de Segurança tinha todas as informações para evitar os incêndios aos ônibus, mas a falta de cooperação entre as polícias Militar e civil colocou tudo a perder.


E quem mais perdeu foi a população de São Luis, especialmente a família da menina Ana Clara Santos Sousa, mais uma vítima da incompetência do governo Roseana Sarney.

12 comentários:

Anônimo disse...

Ha quase 500 candidatos formados em dezembro na academia de policia civil aptos a entrar em exercicio,aguardando as nomeações e o governo não se pronuncia,inclusive ja ate divulga em propaganda que estão todos em exercicio.

Neto disse...

Perdi 2 importantíssimos minutos da minha vida lendo essas asneiras (à pedido de um colega)de um desconhecido que, no mínimo, está atacando a ditadura Sarney para conseguir algum cargo com a oposição, o que mostra não ser "incorruptível". Lamentável! Você com essa "lata" e esses lindos cabelinhos também não parece estar bem saudável!

Anônimo disse...

Cade as nomeações dos candidatos do concurso da policia civil que foram formados em dezembro passado? Por que o Estado nao nomeia? O que é que falta, ja que é caso de urgência? Estao esperando o quê? Chega de tanta inércia!!

Diego Costa disse...

Existe também uma enorme lista de excedentes da PM-Ma aguardando serem convocados já que o contigente de policias militares do estado é muito reduzido,e o governo até o momento nem falou no assunto.

Anônimo disse...

A governadora com seu secretário de segurança deveriam ser responsabilizados pela barbárie que se instalou em São Luís, e o Estado indenizar as famílias das vítimas, a menina que morreu, os presos que foram mortos no presídio, o policial que foi morto no Anjo da Guarda, pois o povo maranhense não tem outros responsáveis por toda essa selvageria que se instalou em nossa cidade, é dever do gestor público proporcionar: educação, segurança, saúde e outros serviços que são de extrema importância para que um povo em sociedade tenha qualidade de vida e se sinta em total segurança. Deus é o Justo Juiz, eles podem sair impunes da justiça desse Estado, mas tenho convicção que da justiça de Deus eles não saíram impunes.

Anônimo disse...

A realidade nua e crua da insegurança e incompetência dessa senhora que não comanda o Estado....
Parabéns pela ousadia....e ainda tem vagabundo que defende essa mentirosa.

Anônimo disse...

Acho q vc esta mal informado meu caro. Nao ha nenhuma desavença entre as policias. A prova é q estao trabalhando em parceria nas operacoes. Procure se informar melhor antes de escrever asneiras. Afirmaçoes ridicilas e irresponsaveis essas suas, passiveis de reparação por meio de ação judicial. Aguarde.

junior Reis disse...

Quando for atribuir adjetivos, principalmente os pejorativos, cite os nomes.. Referir-se a todos Pcs dessa forma é inadmissível. Não te conheço mas gostaria de ser enquadrado nos adjetivos dos jornalistas que conheço? Com certeza vc não aprovaria.

Anônimo disse...

Agora qualquer idiota com um blog se acha especialista em segurança pública. O asno autor deste blog disse que a Polícia Civil se resume à SEIC, e que os demais policiais são "idosos, diabéticos, hipertensos e corruptos". Falando dessa forma até parece que todos os policiais se encontram nessas condições. De fato, existem policiais corruptos, mas me diga: onde não há corrupção no Brasil? Certamente existe muito mais corrupção entre os blogueiros, que recebem dinheiro deste grupo ou daquele, para falarem bem ou mal de certas pessoas ou situações. E quanto aos policiais idosos, diabéticos e hipertensos, trata-se de pessoas que envelheceram "dando o sangue" pela polícia, e que, na maioria dos casos, perderam sua saúde em razão das péssimas condições de trabalho e das carga horárias excessivas, que em alguns casos chegam a 64h semanais (superando em muito o limite constitucional de 44h semanais), lembrando que o excesso na carga horária influencia diretamente na saúde do trabalhador. Não queira, meu nobre idiota, tentar creditar o caos atual na segurança pública aos policiais idosos e acometidos por doenças adquiridas, em sua maioria às péssimas condições de trabalho. O atual problema na seguraça pública do nosso Estado é resultado do efetivo reduzido, falta de estrutura física, equipamentos obsoletos, além da falta de investimento em treinamento adequado. Eu, por exemplo, estou na polícia civil há mais de oito anos,e o único treinamento que recebi foi no curso de formação, assim que fui aprovado em concurso público. Ou seja, como se pode querer uma polícia eficaz se a Administração Pública sequer investe em treinamento dos seus homens. Em 2013 a Academia de Polícia do Estado do Maranhão ofertou vários cursos de aperfeiçoamento dos seus policiais, dentre eles: atendimento ao público, informática básica e direitos humanos. Certamente esses cursos oferecidos pela Acadepol irão auxiliar em muito no combate às facções criminosas que estão tomando de conta do nosso Estado. Então, blogueiro imbecil, não venha creditar aos policiais civis um caos que é resultado de décadas e décadas de incompetência dos nossos governantes e dirigentes.

Anônimo disse...

APOSTILA PARA CONCURSO DA POLICIA FEDERAL, INSS, BANCO DO BRASIL E ETC
http://www.concursos.com.br/?idParceiro=7754

Luís Diniz disse...

Sou policial civil no interior e não sou diabético nem corrupto (talvez hipertenso). A faculdade de jornalismo não alerta para o perigo das generalizações? Que chamar todos os policiais de bandidos é como chamar todos os blogueiros de sensacionalistas e chantagistas? Partisse de um blogueiro de quinta categoria, não seria admissível, tampouco seria espantoso, mas partindo de um jornalista professor de universidade, de posicionamento ideológico solidário com o das classes trabalhadoras, é, além de tudo, lamentável.

De resto, a postagem reflete a realidade da segurança pública maranhense.

Anônimo disse...

Sua postagem é muito burra e tem mal caráter. Até onde sei, o procedimento contra o menor foi feito. O mesmo aconteceu com o sargento, que só foi preso porque estava portando uma arma de forma ilegal, certamente oriunda do mercado negro de armas de fogo. Quanto à revista aos policiais civis, nada de mais, ninguém é intocável, ninguém deve estar acima da lei.