Compartilhe

domingo, 29 de junho de 2014

A UFMA EM TEMPO DE CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS: FALTA O DEBATE ENTRE OS CANDIDATOS A GOVERNADOR

Escolhemos aqui, a UFMA, para realizarmos a nossa convenção por ser um símbolo emblemático do conhecimento e berço do saber” (Edinho Lobão, candidato ao governo do Maranhão)
Edinho Lobão: convenção hollywoodiana e pancada em Paulo Freire
De tudo que já foi dito pelo candidato a governador Edinho Lobão (PMDB), a frase acima é um insulto à memória do pensador Paulo Freire, nome de batismo do prédio da UFMA onde foi realizada a convenção do PT, aliado ao PMDB maranhense.

Lobão confinou o saber aos muros da Universidade, como se o conhecimento fosse exclusividade da academia, demonstrando total desprezo pelo senso comum e pela sabedoria popular, base de tanta pesquisa e produção científica.

A frase é a negação de todos os pressupostos freireanos sobre a construção do conhecimento. As palavras do candidato são, também, uma afronta ao bordão da UFMA: “A Universidade que cresce com inovação e inclusão social”

De um eventual governo Edinho Lobão, o único crescimento esperado é a fortuna da família dele, a multiplicação dos seus negócios e interesses privados, consorciados à oligarquia Sarney. Consequentemente, crescerá também a miséria do Maranhão.

No lançamento da candidatura, a inovação ficou por conta da inclusão de temas hollywoodianos ao evento. Edinho era uma mistura de Arnold Schwarzenegger e Leonardo DiCaprio (no filme “O lobo de Wall Street”).

Com a máxima sobre a Universidade como “berço do saber”, o candidato inaugurou um novo paradigma – o lobismo, segundo o qual só os sabidos sabem sobre o sentido do saber. O povo, não!

Edinho não é um homem. É um lobisomem teórico. O próprio cão chupando manga da epistemologia. Em carne e osso.

Dito isso, vamos aos pormenores.

A Universidade sempre foi palco da disputa dos partidos políticos, de esquerda e direita, nos diretórios acadêmicos, DCEs, reitorias e nas entidades dos trabalhadores em educação.

Recentemente, surgiu o Sind-UFMA, alinhado ao PROIFES. Óbvio que existem partidos por trás e na frente do novo sindicato, assim como há legendas militando na Apruma, com uma diferença essencial: na Apruma os professores têm a segurança de uma entidade classista, comprometida com os direitos dos professores e em defesa da Universidade pública.

O problema, portanto, não é a existência de partidos na Universidade, mas a quem eles servem. É lamentável que a UFMA tenha servido de palco à hollywoodiana convenção do PMDB e do PT, legendas controladas pelo oligarca José Sarney.

Ex-reitor da UNB, Cristovam Buarque é um dos melhores exemplos de como a Universidade pode gerar bons políticos. Ele foi governador do Distrito Federal e atualmente é senador, prestando relevantes serviços ao Brasil, reconhecido, admirado e também criticado.

Sarney, vaiado por onde anda, infelizmente foi acolhido na UFMA, representado nas palavras de Edinho Lobão.

Se Cristovam Buarque é um bom exemplo, o mesmo não se pode dizer dos ex-reitores da UEMA, transformados em deputado estadual, Cesar Pires (DEM); e federal, Waldir Maranhão (PP).

O primeiro foi líder do governo Roseana Sarney (PMDB) na Assembleia Legislativa. Sem comentários. O outro, expurgado da oligarquia, acomodou-se na boleia do caminhão da Mudança dirigido por Flavio Dino (PCdoB).

Ex-diretor do CEFET e ex-deputado estadual, José Lima chegou a ser demitido a bem do serviço público, em 2002, após denúncias e investigação sobre seus atos irregulares como gestor público.

A Universidade precisa repensar que tipo de recursos humanos está produzindo para a sociedade, principalmente na política.

Voltando à convenção do PMDB, para corrigir o vexame a UFMA deveria convocar todos os candidatos a governador do Maranhão para um debate aberto à população, fazendo uma ampla divulgação, inclusive com transmissão pela rádio Universidade FM.

O debate é a melhor forma de colocar frente a frente os programas de governo, compará-los e decidir quais partidos e coligações têm as melhores propostas para o desenvolvimento do Maranhão.

Está lançada a proposta.

Nota: Na UFMA foram realizadas duas convenções, simultaneamente: a do PT no Centro Pedagógico Paulo Freire e a do PMDB no Centro de Convenções.

Um comentário:

leandro lima disse...

Isso é só historia da oposição poi, Edinho irá calar a boca daqueles que dizem que ele não ira vencer, e vai ser uma das melhores gestões que iremos ver!