Compartilhe

sábado, 23 de julho de 2016

CÂMARA DOS VEREADORES DE SÃO LUÍS É UMA BOMBA RELÓGIO

A Câmara Municipal e o Bradesco têm muito a explicar sobre empréstimos
O Ministério Público, a Polícia Civil e a Polícia Federal precisam compor uma força tarefa urgente e vasculhar a Câmara Municipal de São Luís.

Pelo conjunto de denúncias apontadas até agora, a casa dos vereadores seria um antro de corrupção, alimentada por tenebrosas transações envolvendo muito dinheiro.

Apenas em 2016, cinco denúncias graves vieram à tona, embora não possamos computar os supostos maus feitos a todos os parlamentares.

Primeiro, há um vasto montante de indícios sobre a prática de agiotagem, envolvendo uma funcionária graduada do Bradesco.

Segundo, a Câmara seria um poço sem fundo de funcionários fantasmas, sem que nenhuma autoridade da Justiça ou do Ministério Público consiga a lista de servidores.
 
Em terceiro lugar, surgiu a denúncia de que a aprovação de projetos de interesse da Prefeitura é negociada mediante o pagamento dos vereadores. Seria o mensalão ludovicense.

Quarto: o plano da licitação do transporte coletivo, um negócio milionário, foi aprovado sem qualquer transparência e com uma emenda que dava um cheque em branco para os empresários.

Para finalizar, aparecem pistas de que os vereadores fariam parte do suposto esquema de corrupção envolvendo o Isec (Instituto Superior de Educação Continuada), a mina de empregos irregulares em São Luis.

Óbvio que há bons e atuantes parlamentares na Câmara, mas essa não é a regra.

Por fim, a Câmara de São Luís só não faz uma coisa: fiscalizar o prefeito.

Se fosse fechado ou deixasse de existir, até que se recomponha, o poder Legislativo municipal não faria muita falta à cidade, onde as pessoas se viram como podem.

2 comentários:

Domingos Cantanhede disse...

São Luís tem Câmara de Vereadores? É o Poder Legislativo de São Luís? Faz o que mesmo?

Anônimo disse...

Por isso defendo a Reforma política já com apenas uma reeleição e por fim aos políticos profissionais e corruptos. Martins