Compartilhe

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

MARCHA CONTRA A CORRUPÇÃO EM SÃO LUÍS

Na semana em que a presidenta Dilma Roussef (PT) abraça a oligarquia Sarney, povo marcha contra a corrupção.

O Ginásio Castelinho receberá na manhã desta sexta-feira (7), a partir das 8h30min, a Audiência Pública que encerrará a Campanha Popular Estadual pelo Direito Humano à Educação Pública, Gratuita e de Qualidade, realizada por diversas organizações do movimento social maranhense ao longo de 2012.

A campanha foi lançada em 16 de março, na comunidade Vila de Vinhais Velho, ocasião em que duas lutas se abraçaram: uma, a resistência dos moradores da comunidade mais antiga de São Luís frente à Via Expressa, prometido e inconcluso presente do Governo do Estado para a capital São Luís por seus controversos 400 anos; outra, a luta de diversas organizações pela garantia do direito humano à educação.

No Maranhão, infelizmente, a violação é a regra, conforme a campanha comprovou, ao visitar mais de 60 municípios de março até agora”, afirmou Jorge Moreno, juiz de direito aposentado e uma das lideranças da empreitada.

Durante a audiência serão apresentadas diversas denúncias de violações do direito humano à educação, por região (Baixo Parnaíba, Lençóis/Munim, Médio Mearim, Turi, Vale do Itapecuru e Vale do Pindaré). Será apresentado ainda um balanço da campanha, de seus 10 meses de realização.

Às 14h, saindo do Ginásio Castelinho, as ruas de São Luís receberão a IV Marcha do Povo contra a Corrupção, pela Cidadania e pela Vida. São aguardados mais de três mil militantes, que marcharão até a Praça Maria Aragão (Av. Beira-Mar), onde acontecerá o Comício da Cidadania, culminância do processo, a partir das 17h.

Caravanas que já confirmara a presença na IV Marcha do Povo contra a Corrupção, pela Saúde, Vida e Educação: Santo Amaro, Humberto de Campos, Icatu, Morros, Axixá, Rosário, Presidente Juscelino, Tutóia, Água Doce do Maranhão, Santana do Maranhão, Magalhães de Almeida, São Bernardo, Santa Quitéria, Brejo, Anapurus, Mata Roma, Chapadinha, Belágua, Urbano Santos, São Benedito do Rio Preto, Vargem Grande, Presidente Vargas, Itapecuru-Mirim, Anajatuba, Arari, Miranda do Norte, Matões do Norte, Cantanhede, Pirapemas, São Mateus, Alto Alegre do Maranhão, Peritoró, Coroatá, Codó, Pedreiras, Poção de Pedras, Lago dos Rodrigues, Lago do Junco, Lagoa Grande, Vitorino Freire, Bela Vista, Monção, Igarapé do Meio, Pindaré, Santa Inês, Santa Luzia, Brejo de Areia, Buriticupu, Bom Jardim, Zé Doca, Pedro do Rosário, Presidente Médici, Maracaçumé, Centro Novo do Maranhão, Carutapera, Godofredo Viana, Cândido Mendes, Turiaçú e Santa Helena.

Todas as caravanas arrecadaram recursos para alugar o transporte, realizando bingos, rifas e dos próprios militantes, numa demonstração clara de que é possível realizar a luta social no Maranhão.

Serão 10 Km de caminhada, com três paradas programadas: Procuradoria-Geral de Justiça, Palácio dos Leões e Tribunal de Justiça.

Durante toda a marcha os militantes afirmarão em alto e bom som: "Enquanto houver injustiça, marcharemos!"

2 comentários:

EVAN DE ANDRADE disse...

Republicado em:

http://evandeandrade7.blogspot.com.br/

EVAN DE ANDRADE disse...

Republicado em:

http://evandeandrade7.blogspot.com.br/